Consultoria especializada ou escola de inglês? Conheça as 6 principais diferenças entre as estruturas de ensino.

Consultoria ou Escola de Inglês

Foi-se o tempo em que o ensino da língua inglesa era feito somente nas escolas convencionais. Atualmente, existem outras opções no mercado que garantem o aprendizado do idioma de forma mais ágil.

 

Muito além do “seja fluente em x meses”, as novas formas de lecionar e aprender inglês possibilitam o contato real com a língua, fugindo das fórmulas defasadas de ensino – quem nunca perdeu tempo aprendendo coisas que já sabia, como o famigerado “verbo to be”?

 

Nesse sentido, uma alternativa eficaz no mercado para auxiliar profissionais que desejam aperfeiçoar e/ou atingir fluência no idioma: a consultoria especializada em língua inglesa.

 

Voltada especificamente para realidade de determinado nicho, corporação ou grupo de profissionais, a estrutura de consultoria especializada, elimina amenidades de salas de aula tradicionais e foca naquilo que é mais importante.

 

No lugar de velhas fórmulas, a consultoria especializada se concentra em ensinar os alunos a conversarem de forma adequada, desde o aluno que não tenha conhecimento da língua, até os mais desenvolvidos.

 

Mais do que preparar alunos para reproduzir regras gramaticais, a consultoria especializada em língua inglesa prepara falantes em inglês:

 

A essa altura, você já deve ter entendido como a consultoria especializada difere das escolas de inglês básicas.

Para esclarecer outras possíveis dúvidas que você pode encontrar sobre o assunto, elencamos as 6 principais diferenças entre escolas e consultorias especializadas de inglês.

 

Confira:

 

  1. Aulas dinâmicas:
    As aulas no modelo de consultoria não são como as aulas convencionais, iguais às escolas tradicionais. Nesse modelo de ensino, os alunos são dispostos em formato de reunião, a fim de dialogarem entre si e com os consultores/professores durante a aula.
  2. Mercado de trabalho:
    Além disso, a consultoria especializada é um modelo para profissionais já habituados ao mercado de trabalho e especializados/experientes em suas carreiras. Dessa forma, as aulas são direcionadas e focadas dentro de um espirito de equipe com os mesmos objetivos.
  3. Foco e espirito de equipe:
    Justamente por serem grupos de pessoas já inseridas no mercado de trabalho, o ensino das consultorias especializadas não “perde tempo” com regras gramaticais complexas; o inglês é ensinado para a prática, isto é, para aperfeiçoar o diálogo e fortalecer a segurança do aluno.
  4. Aprendizado de especificidades:
    Além do inglês “usual”, sem frases prontas das escolas tradicionais, as consultorias especializadas ainda inserem o profissional no vocabulário e universo de cada profissão/empresa.

    Assim, o aluno fica apto a conversar com nativos e outros falantes de inglês sobre seu trabalho, facilitando reuniões, contato com fornecedores internacionais, viagens, participação em eventos no exterior.
  5. Consultores especializados:
    Os consultores – ou professores possuem formação acadêmica na área, a maioria destes profissionais (a depender de cada consultoria) possuem experiências internacionais em negociações e por isso, estão capacitados para ensinarem o inglês falado nos países que demandam o idioma.
  6. Material utilizado:
    Para acompanhar a profundidade do ensino, o material é simples porem efetivo nas consultorias especializadas é focado no inglês e ao Core Business da empresa.Documentos, e-mails de trabalho, diálogos de negócios e apresentações são alguns dos temas abordados.

 

 

Se a sua intenção é aprender inglês com eficácia, então fuja do método tradicional das escolas e contrate uma consultoria especializada!

Leia mais:

Menu
Enviar Mensagem
Fale com a gente!
Olá! Fale com a gente!