5 dicas para “testar” uma escola de inglês

5-dicas-testar-escola-de-ingles

Quando você pensa em escolher uma boa escola de inglês, você provavelmente pensa em fazer uma aula-teste, certo? Possivelmente você já até fez uma outra aula experimental numa escola de inglês.

Mas você sabia que as aulas experimentais não são o método mais eficiente de atestar uma escola de inglês?

Muito embora seja um recurso bastante difundido no ensino da língua inglesa, a aula para experimentação não deve funcionar como termômetro único na decisão de uma instituição.

Isso porque as aulas experimentais guardam duas “armadilhas”:

A primeira é que, caso seja uma aula feita especificamente para que você conheça a escola, ela pode não demonstrar a realidade.

Ou seja, pode ser ofertado a você algo que não confere, de fato, com a realidade, uma vez que o objetivo daquele momento é convencê-lo de que a instituição é a melhor escolha.

O segundo problema é que, caso seja uma aula convencional, você pode se sentir “perdido” em relação à turma e, assim, ter uma impressão ruim.

É claro que você pode, mesmo assim, optar por fazer uso da aula experimental para entender a metodologia de ensino na prática, porém, há outras formas ainda mais importantes para fazer uma escolha

inteligente e com bom custo-benefício.

A seguir, elencamos para você as 5 principais dicas que te ajudam a conferir a idoneidade, seriedade e eficácia das escolas de inglês.

Confira e faça uma análise muito mais apurada antes de fazer a sua decisão:

1) Pesquise detalhadamente sobre as escolas de inglês da sua cidade na Internet.

Antes de qualquer outro detalhe, pesquise sobre a reputação da escola de inglês na Internet: redes sociais, fóruns e sites especializados.

Além de conferir as opiniões de usuários/alunos, não deixe de verificar a imagem da empresa no meio digital. Isto é, como ela direciona seu site e demais plataformas.

Mais do que procurar por rankings prontos sobre o assunto, faça a sua própria escala, afinal, somente você sabe o que procura especificamente nestas instituições.

2) Converse com alunos.


Opiniões mais próximas de você podem ser ainda mais esclarecedoras.

Por isso, converse com atuais e ex-alunos destas escolas, procurando entender com mais cuidado se a instituição atende às suas principais necessidades.

3) Converse com professores.


O conhecimento e o perfil dos professores é determinante no ensino da língua inglesa.

Nesse sentido, converse com os professores das escolas pelas quais você tem interesse e verifique se a dinâmica destes profissionais atende às suas expectativas.

4) Peça para conhecer o material de ensino da escola previamente.

O material de ensino é extremamente importante ao aprendizado e, assim, é crucial que você o conheça antes de aderir a ele.

Algumas escolas, inclusive, cobram um alto valor pelos materiais exigidos. Por isso, analisá-lo é um dever seu.

5) Confirme se a escola de inglês poderá atender às suas necessidades.

Seja por meio de um e-mail, ou até mesmo numa reunião, repasse à escola todas as expectativas, necessidades e interesses ao ingressar nas aulas.

Uma boa escola não somente atenderá as exigências, mas, também, será completamente transparente ao informar seus pontos mais fortes.
Depois de verificar todos os pontos, faça seu próprio “guia” e analise o custo-benefício de todas as opções eleitas. Boa sorte!

Leia mais:

Menu
Enviar Mensagem
Fale com a gente!
Olá! Fale com a gente!